Thursday, July 20, 2006

leitura do "Lucidário" de Luís Pedroso.


sábado____22____julho___18h00___o Monte * propõe a leitura do "Lucidário" de Luís Pedroso acompanhado do espectáculo audiovisual "Thermidor", de Jorge Oliveira


18h00 // Leitura do conjunto de textos intitulados "Lucidário" [ de Luís Pedroso ]

21h00 // Espectáculo audiovisual "Thermidor" [ por Jorge Oliveira ]


Vulível
"Atas os dentes ao corpo de vidro e o sabor que se desprende é vulível. Atas os dentes ao comboio e o pôr do sol é vu-lí-vel. Entras destro na distância dormes cedo sais da cama e o cenário é vulível. A-ta-cas o pas-mo do-ce e o sacana é vu-lí-vel.
Ela passa-te a língua pela frente e tudo é então vu-lí-vel atas a fera metes-te por cima a razão toda é vulível abres a boca fechas a passagem toda ela é vu-lí-vel."

++++
Para mais informações, consulte:
<
http://lup51.blog.simplesnet.pt/> sobre o trabalho literário de Luís Pedroso
<
http://myspace.com/thermid0r> sobre o projecto Thermidor:

(*) O Monte § Rua do Monte Olivete, 30A, r/c 1200-280 Lisboa
ao Príncipe Real (perpendicular à Rua da Escola Politécnica)
<
www.monteolivete.blogspot.com> § < monteolivete@gmail.com>

Tuesday, July 11, 2006

o Monte vai à Festa no Ateneu. 15 de Julho.

sábado___15___julho____o Monte * vai à Festa no Ateneu,
respondendo ao convite "Não fomos convidados, mas vamos aparecer!"
>18h00 // Encontro aberto para a discussão e preparação do protestos em Setembro [Cooperativa Cultural CrewHassan – R. das Portas de Sto. Antão, 159, 1º]

>22h00 // Festa "Verão Quente 2006" [Ateneu Comercial de Lisboa, R. das Portas de Sto. Antão, 110, Coliseu]

!#%"(!"$/"!$$$[€]
«Nos dias 17, 18 e 19 de Setembro, 300 dirigentes e altos quadros das mais ricas empresas do mundo reunir-se-ão em Lisboa. O evento, organizado pela Câmara Municipal de Lisboa, visa promover a instalação das sedes europeias dessas empresas na cidade e assim garantir que a imagem da capital sobressaia no mapa financeiro mundial. Há muito que Lisboa se prepara para um espectáculo desta magnitude. Não fomos convidados, mas vamos aparecer.

No contexto de mais uma operação de renovação urbana – na calha da Expo '98 e do Euro 2004 - que ambiciona aumentar os fluxos de dinheiro na cidade, intensificando a ssim a economia local e nacional, um grupo de pessoas e associações decide-se a enfrentar o implacável : uma lógica de cidade assente no lucro e no consumo, apoiada num discurso intransponível, espalhado por todo o lado e barricado nos media. Esta festa inicia as hostilidades.»
!#%"(!"$/"!$$$[€]
+++++
Para mais informações sobre a festa e os protestos consultar
<
www.capitaldocapital.org>

+++++
O Monte § Rua do Monte Olivete, 30A, r/c 1200-280 Lisboa ao Príncipe Real (perpendicular à Rua da Escola Politécnica)
< http://www.monteolivete.blogspot.com > § < monteolivete@gmail.com >

Saturday, July 08, 2006

O Monte foi ao Monte.


O Monte foi ao Alentejo no passado fim-de-semana e vai organizar um passeio dias 8, 9 e 10 de Setembro, integrado no Festival Escrita na Paisagem.
Por António Penteado

Nos passados dias 1 e 2 de Julho, o Monte foi ao Alentejo e confirmou a sua participação no Festival Escrita na Paisagem 2006, para o qual propôs um passeio (ou "andamento") nos dias 8, 9 e 10 de Setembro, entre Lisboa e Viana do Alentejo.

Após ter organizado em Abril de 2006– a propósito de um ciclo sobre a Destruição - um passeio de Monsanto a Cacilhas pelo apetecido Corredor Verde de Lisboa, onde foi possível estabelecer um percurso a pé pelos locais mais banais e esquecidos da capital e encontrar o campo nos bastidores da cidade cinzenta, o Monte quer perceber como se sai da cidade para o campo, levando a cidade consigo.
O objectivo será em três dias ou "andamentos" – presto, andante, vivace – sair de Lisboa e chegar a Viana do Alentejo, percorrendo a linha imaginária que une estes dois pontos –e explorando uma série de percursos na paisagem alentejana. Ao longo destes dias, o Monte propõe recolher, durante o caminho, os objectos e testemunhos materiais da passagem humana hiper-acelerada pelo território - que através desta se transforma em paisagem.
No último dia da deambulação está prevista a inauguração do Museu da Berma da Estrada, em Viana do Alentejo, onde se pretende expor todos os objectos-prova encontrados, na esperança que estes ajudem a ter uma compreensão mais alargada do actual fenómeno de mobilidade extrema.
Em colaboração com uma rádio local - a Rádio Telefonia do Alentejo – será transmitido ao longo do passeio, por um grupo de radialistas do Monte, um programa criado especialmente para o efeito.
O número de inscrições no passeio será limitada entre 15 a 20 pessoas – escolhidas entre as que, cumulativamente, conseguirem ler este artigo até ao fim e as que comparecerem na respectiva reunião de preparação no Monte (R. Monte Olivete, 30A, ao Príncipe Real, em Lisboa), quinta-feira, dia 13 de Julho, às 20h30. A convocatória para a reunião de preparação será apenas efectuada por correio electrónico, e mais se informa que ocorrerá em ambiente descontraído e informal, acompanhado de pic-nic ligeiro, para o qual se pede que os interessados levem bebida e comida. Mais informações sobre o Festival http://www.escritanapaisagem.net/.
Pede-se a todos aqueles que tiverem interesse em participar, mas que não possam por qualquer motivo comparecer à referida reunião, para enviarem uma mensagem electrónica, com uma explicação detalhada do sucedido, para monteolivete@gmail.com ou o respectivo atestado médico para a seguinte morada: Rua do Monte Olivete, 30A, R/C 1200-280 Lisboa.