Tuesday, May 22, 2007

A FAGTL foi ao Lisboa Ideal - Festival Alkantara


A Frente pela Antecipação do Grande Terramoto de Lisboa deu a sua 1ª conferência de imprensa pelas 00h30 do dia 13 de Maio no Largo do Século, na casa e no dia de nascimento de Marquês de Pombal. É neste local histórico que a FAGTL propõe um novo Grande Terramoto para Lisboa e a implosão do túnel do Marquês.

Conferência Pública > Sábado > 12 de Maio > 23h45
Átrio da Escola Superior de Dança > Rua da Academia das Ciências, 5 (à Rua do Século)




"A já reconhecida FAGTL (Frente pela Antecipação do Grande Terramoto de Lisboa) tem levado a cabo nos últimos dias uma série de acções de sensibilização pela capital. Contando já com o apoio de alguns milhares de habitantes da Área Metropolitana de Lisboa, a FAGTL pretende que o "esperado" terramoto ocorra o mais rápido possível. "Precisamos de fazer reset neste sítio" afirma, em tom de brincadeira, João Silva, engenheiro informático e um dos grandes impulsionadores da Frente." DN 22/04/2007



«Nós, membros da FAGTL, vemos a demolição como uma metáfora do desejo de transformação profunda da cidade, que permita que esta tenha um novo futuro», disse à Lusa João Silva, o secretário-geral da FAGTL, uma organização criada a 1 de Novembro de 2005, no exacto dia em que ocorreu o Grande Terramoto de Lisboa de 1755, e que conta com 500 militantes mais simpatizantes." SOL 11/05/2007


"Lisboa é uma acumulação de destroços. Não tendo sido devastada por nenhuma Grande Guerra, Lisboa é hoje uma cidade urbanística e humanamente destroçada: do Estado Novo à economia liberal, a urbe tem sido sistematicamente esvaziada por um paradoxal preenchimento." Comunicado FAGTL 12/05/2007